Primeiro dia de aula na dança do ventre! Frio na barriga…

Tempo de leitura: 3 minutos

Olá gente! Hoje falarei do meu primeiro dia de aula na dança do ventre!

♥O momento de experimentar algo novo tinha finalmente chegado! 

Sorriso Bebê Feliz Alegre Fofo Carinha Engraçada Dentinho Felicidade Divertido Baby Smile Fun Hapiness primeiro dia de aula
Não podia imaginar que o “santo” panfleto que minha mãe tinha recebido sobre uma nova escola de dança no meu bairro, mudaria minha vida (leia aqui o resumo de minha historia)

Me lembro como se fosse hoje: meu início na dança do ventre.

Você já teve a sensação de que algo te eleva e de que aquilo cabe perfeitamente em você?

Entrei naquela sala com receio da novidade mas ao mesmo tempo com a sensação de que estava voltando pra casa.

Muito louco isso!

De início, já sentia que ali era o lugar onde eu esqueceria do mundo lá fora.  E engraçado que, hoje em dia, essa frase é uma das que mais escuto das minhas alunas.

Fico muuuito feliz com isso, feliz por poder proporcionar um momento desses a elas.

cara feliz

Parece que ali é o tempo e o lugar que nos permitimos estar conectadas inteiramente com nós mesmas e abrimos mão de tudo, pelo menos por uma horinha, em nosso benefício.

Pois é, eu sentia exatamente isso…aliás sinto até hoje!

Concentrada nos primeiros passos – cabeça, mãos, redondos, batidas – viajava nos movimentos e isso fazia a aula acabar muito rápido!

Tudo que é bom passa voando, né???

Minha professora tem muito mérito nisso: a forma e cuidado ao ensinar, a didática e a vontade de ver o aluno crescer.

Fico radiante quando dizem que dou aula de forma parecida com ela, isso é muito mais do que um elogio pra mim, é uma honra!

Lembro que eu chegava em casa e queria mostrar tudo que tinha aprendido pra todo mundo! Super empolgada!!!

♥ Quantidade de aulas por semana

A única questão era que eu fazia aula uma vez por semana, portanto tinha que esperar uma eternidade pra chegar o dia da próxima aula. É impressionante como o tempo passava devagar entre uma aula e outra.

Posso adiantar que eu comecei a me desenvolver melhor na dança quando passei a fazer aulas 2 vezes na semana. Você tem um dia a mais para estar em contato com os passos aprendidos. Seu corpo começa a se adaptar e isso acaba facilitando um pouco na internalização e fixação dos movimentos.

Então, se você tem condições de investir, não tenha dúvidas: FAÇA!

baby do it faça sim yes

Já faz mais de 16 anos, porém foi inesquecível! O que eu posso dizer hoje sobre meu primeiro dia de aula é que foi o início de uma transformação, uma GRANDE transformação!

A partir desse dia, eu não seria mais a mesma pessoa. Ali, naquela uma hora e meia de aula eu percebi que eu precisava de mim, que eu precisava olhar pra dentro, que eu precisava me amar e ser feliz. E sabe por quê? Porque eu mereço! Assim como VOCÊ também MERECE!

 

meu-primeiro-dia-de-aula-permita-se-dance-transforme-se-4

Pense nisso!

E Você? Se lembra do seu primeiro dia de aula? Que sensação você teve?

Comente e compartilhe! 

Isso pode ajudar a incentivar outras pessoas a dançar, além de dar força ao site para divulgarmos mais e mais essa arte maravilhosa!

Super beijos,

Marcele Hannaan

2 Comentários


  1. Olá Marcele, minha nossa, essa matéria do seu primeiro dia de aula foi apaixonante! Eu faço dança do ventre há alguns meses somente , mas sempre tive esse desejo imenso de iniciar essa arte que admiro desde pequenina. Porém, aqui na minha cidade em Teresópolis/RJ, temos pouca oportunidade e somente 1 studio. Como sempre fui meio gordinha tinha aquele preconceito comigo mesma em relação a dança e também outras dificuldades pessoais que me impediram de começar antes. Ahhh se eu pudese voltar no tempo não teria esperado rsrs. Quanto entrei na sala de aula a primeira vez também fiquei muito insegura, mas minha vontade e euforia , sede de aprender me fizeram permanecer e hoje quase 6 meses depois estou casada com a dança do ventre até que a morte nos separe rs. Estudando cada dia mais, estou aprendendo muito com a minha professora e sei que essa dedicação que tenho fará de mim uma bailarina que de fato represente nossa arte de corpo e alma!

    Responder

    1. Fico feliz de você ter se encantado com essa dança que realmente é fascinante! Não deixe que NADA te limite e te impeça de dançar, pois isso nos dá energia para vivermos. A dança mudou minha vida, me fez uma pessoa muito melhor! Tenho certeza que você já está percebendo isso. Adorei saber sua história!!! beijao

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *