Sobre Marcele Hannaan

Tempo de leitura: 6 minutos

Olá! Sou Marcele Hannaan, bailarina profissional internacional de dança do ventre, professora e criadora deste blog e neste post falarei um pouquinho sobre minha história.

Bem-vindo marcele hannaan sobre dança do ventre

Estou muito feliz de estar retomando e dando novo formato ao meu blog, onde escrevo desde 2009. Aqui é um lugar onde me sinto à vontade de falar sobre minhas experiências e, por incrível que pareça, onde me sinto mais perto de você.

 mão estendida dança do ventre Mas antes acho que você precisa saber

um pouco da minha história,

vamos lá?

 

 

♥ Que carreira seguir?

Época de faculdade, de escolhas, de tomada de decisões. Período meio desconfortável, não é mesmo? Não para quem sempre teve certeza sobre o que iria fazer!

Escolhi o Direito e sempre tive um carinho especial por essa área e porque não dizer também uma certa curiosidade por essa profissão tão intrigante e fascinante, que pode fazer muito em prol das pessoas.

Os dois primeiros anos se passaram e cada vez mais eu confirmava que a escolha que tinha feito era realmente a certa: é o Direito que eu gosto e é o Direito que quero pra mim!!! Já até me imaginava fazendo audiências (vestindo aqueles terninhos super chiques, sabe!) e até  mesmo ensinando em uma Universidade! 

roupa advogada 3 (2)

É fato que essa fase de escolha de profissão não é das mais fáceis, mas pra mim correu tudo na mais perfeita normalidade. Foi uma etapa vencida sem dúvidas nem estresse. Ninguém tirava a minha certeza de ter escolhido de cara a profissão da minha vida!

Agora eu te pergunto:

– E quando, de repente, surge algo ao qual você se identifica muito?

– E quando surge algo que você se apaixona de uma tal forma que não consegue se ver mais sem aquilo?

É gente, é aquele velha história de achar que controlamos tudo na nossa vida e que o roteiro que escrevemos pra ela vai ser seguido à risca. Mas como podia imaginar que, mesmo estando feliz e decidida, surgiria algo ainda mais grandioso?

cachorro dúvida

♥ Sobre meu primeiro contato com a dança do ventre

No ano de 2000, enquanto cursava a faculdade, conheci a dança do ventre.

Engraçado que, muito tempo antes, tinha vontade de saber o que era realmente essa dança, mas na época não existiam muitas escolas e a minha vontade foi adiada.

Anos depois minha mãe chegou em casa com um “santo” panfleto de uma escola que tinha recém aberto no meu bairro. Lembro como se fosse hoje! E foi na Alquimia da Dança que tudo começou.

Meu objetivo na dança do ventre era “fazer por prazer”. Não me via em uma apresentação. Tinha vergonha. Nunca imaginei me tornar uma profissional.

Porém, muitas vezes as coisas acabam acontecendo de uma forma que te envolve tanto e várias pessoas vão surgindo na sua caminhada…. e muitas delas a torna extremamente especial. Minha primeira e eterna professora Yasmim Rajal foi uma delas.

yasmim hannaan
E eu chorando, pra variar! srsrsrs

Ela conseguiu transformar minha caminhada de mera expectadora para bailarina, transformou a dança por hobby, por dança pela essência. Ela me apresentou o meu caminho.

Gratidão eterna à você, mestra!

♥ Sobre meu desenvolvimento na dança

Então comecei a me apresentar com ela e companheiras de turma, tanto nos shows de fim de ano da escola, como em shows que surgiam durante o ano.

Com incentivo da minha professora, comecei a fazer aulas de profissionais que vinham ao Rio de janeiro. Um dos meus primeiros workshops foi com Lulu. Me lembro bem desse dia! Eu tinha pouco tempo de dança e fiquei realmente encantada com a aula e sua forma de ensinar. Quanta coisa aprendi naquele dia!  Me tornei fã na hora! Mais tarde, passei a ir muitas vezes a São Paulo para ter aulas com ela, inclusive fazendo o Curso de Formação de Professoras em ITU. Gratidão Lulu!

Kahina também foi uma das professoras com quem tive aulas regulares e a quem tenho muito a agradecer pois me ensinou muita coisa e teve um enorme carinho comigo que estava no início da minha caminhada! Muito grata, Ka!!!

O estudo não parou por aí(aliás, ele nunca pára!) e continuei fazendo aulas com vários outros profissionais, nacionais e internacionais (seria injusto tentar citar todos e sem querer não mencionar algum)

♥ Sobre o início das viagens

O ano de 2007 marcou o início da minha caminhada pelo mundo: junto com a excursão de Omar Naboulsi,  tive a chance de fazer minha primeira viagem a um país árabe: Egito (leia aqui a história). Foi uma viagem fascinante! Mal podia acreditar que estava nesta terra tão especial! Sem dúvida alguma foi uma das melhores viagens que já fiz, pois pude ter contato direto com a cultura árabe.

Conheci muitas pessoas, muitos lugares especiais, fiz aulas com muitos professores egípcios.

Foram 20 dias inesquecíveis entre Cairo, Alexandria, Aswan, Luxor e Sharm el Sheik.

marcele hannaan egito dança do ventre

No mesmo ano fui contratada pela Bellydance ® do mesmo Omar Naboulsi e pela Maison de les artists de Toros Siranossian para fazer apresentações no Oriente Médio e tive a oportunidade de trabalhar e visitar por mais ou menos 6 anos lugares como: Dubai, Abu Dhabi, Ras al Khaimah, Al Ain nos Emirados Árabes, Bahrain, Oman, Líbano, Jordânia, Egito e Turquia (clique aqui para ler o meu diário de viagem).

♥ Marcele Hannaan hoje

Hoje me encontro no Rio de janeiro, onde faço o que amo: dou aulas de dança do ventre! Ah, onde também exerço minha profissão de advogada, mas se tivesse que me descrever, acho que diria:  sou uma Bailarina-Advogada!

Esse foi um resumo da minha história. Um breve relato de que devemos confiar que algo pode dar certo além do que esperamos ou traçamos; uma pequena amostra de que podemos fazer e ter o que querermos, de que podemos seguir nossos sonhos sem necessariamente abdicar de outras coisas que também nos fazem bem.

A dança faz parte de mim, da minha jornada. É um canal onde posso transmitir e receber alegria, amor, luz. É transformação.

Espero que este blog me ajude a levar a magia e encantos da dança em prol de um maior número de pessoas!

Gratidão!!!

“Tudo se move. E tudo se move com um ritmo. E tudo que se move com um ritmo provoca um som; isso está acontecendo aqui e em qualquer lugar do mundo neste momento (…).

(…)Quando danço, sou uma mulher livre. Melhor dizendo, sou um espírito livre, que pode viajar pelo universo, olhar o presente, adivinhar o futuro, transformar-se em energia pura. E isso me dá um imenso prazer, uma alegria que está sempre muito mais além das coisas que já experimentei, e que terei que experimentar ao longo de minha existência.”

A bruxa de Portobello, Paulo Coelho

Se você quiser saber um pouco mais da minha história e minha experiência com a dança do ventre, cadastre seu email e assim poderemos andar juntos nessa caminhada!

Beijos,

Marcele Hannaan